A cavidade oral é composta por dentes, gengiva, ossos. Quando uma dessas estruturas é danificada ou perdida, devido à um trauma ou doença, é muito importante que se repare o dano com reabilitação devolvendo/criando a função mastigatória, fonética e estética.

E nesse processo de reabilitação o planejamento é muito importante: primeiro passamos pela fase curativa, onde vamos “arrumar a casa”, removendo cáries, tratando das doenças gengivais, tratando das disfunções músculo-esqueléticas (DTM), controlando fatores que levam a perda do elemento dental e diminuindo a qualidade de vida do paciente.

Num segundo momento, fazemos a reabilitação propriamente, que pode ser fixa (implantes, próteses fixas sobre dentes, coroas, facetas laminadas) ou móveis (próteses parciais removíveis). Nessa fase, levamos em consideração as condições de saúde geral do paciente e os hábitos, para que a solução protética tenha uma vida útil satisfatória.

E finalmente, a terceira e mais importante fase: a preventiva. Depois de todo o trabalho realizado ele tem que ser mantido através de consultas periódicas para a manutenção da saúde bucal (profilaxias,radiografias de avaliação, controle de medicação, orientações sobre dieta, uso de aparelhos/placas estabilizadoras).

Agende uma consulta